Carta convida mulheres da TV e do cinema a participarem de movimento iniciado no Globo de Ouro. Iniciativa é apoiada por nomes como Daisy Ridley, Emma Watson e Keira Knightley.

Algumas das maiores estrelas britânicas devem aparecer de preto no tapete vermelho do Bafta, premiação equivalente ao Oscar no Reino Unido. Uma carta distribuída a profissionais da TV e do cinema convida as mulheres a participarem do protesto contra o assédio sexual, segundo a BBC.

 

A iniciativa segue o movimento organizado na última edição do Globo de Ouro . Na cerimônia, no início de janeiro, atrizes como Allison Williams (“Corra!”), Missi Pyle (“Jumaji: Bem-vindo à selva”) e Yvonne Strahovski (“Handmaid’s Tale”) foram com vestidos pretos em apoio ao movimento Time’s Up, fundado por mulheres de Hollywood para combater os crimes sexuais.

 

Para o Bafta, a manifestação é apoiada por nomes como Emma Thompson, Daisy Ridley, Emma Watson, Gemma Arterton, Keira Knightley, Jodie Whittaker, Emilia Clarke, Noma Dumezweni, Natalie Dormer e Felicity Jones, de acordo com a BBC.

 

‘Dress code’

 

A carta pede que as convidadas “usem preto para a cerimônia de premiação, para acompanhar as nossas irmãs que participaram do Globo de Ouro”. Para os homens, sugere o uso de acessórios – como bottons – em apoio ao movimento.

 

“Mais de metade de todas as mulheres e quase dois terços das mulheres entre 18 e 24 anos [no Reino Unido] sofreram assédio sexual no trabalho”, diz o documento.

 

“Esperamos que aqueles que são privilegiados o suficiente para ter uma plataforma possam usá-la para conscientizar sobre experiências de mulheres além da nossa indústria, muitas vezes silenciadas e marginalizadas.”

 

Joanna Lumley é a apresentadora do Bafta neste ano. Será a primeira vez em mais de uma década que a cerimônia terá uma mulher no comando. A premiação acontecerá em 18 de fevereiro, em Londres.

 

Informações do G1

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.