Cuidar da Saúde das Mulheres e dos Homens, essas são algumas das tarefas da Pró-Saúde. E pensando em dar ênfase nesse papel que a Clínica entrou, mais uma vez, na Campanha “Outubro Rosa”e “Novembro Azul” para levar informações ao povo Valenciano sobre a importância de fazer o autoexame, a mamografia e a visita ao urologista. A Campanha foi lançada na última terça-feira (11), no Restaurante Samanguaiá em Valença-BA.

Dr. Ronald Edington Fonseca Filho, idealizador da Campanha na cidade, reduziu os preços de sua Clínica para a Campanha e afirmou que “não existe nenhum médico que não tenha compromisso social. Ele pode ter um compromisso maior ou menor, mas essa é a ideia básica da profissão. E nessa campanha que é de educação e saúde, nós estamos dando a nossa colaboração para que as pessoas acessem os serviços de saúde públicos e privados que têm alta qualidade na cidade, portanto os pacientes não precisam se deslocar para outras cidades”.

“A expectativa é mobilizar as mulheres e os homens para fazer a prevenção com o autoexame nas mulheres e o PSA e toque retal para os homens. Primeiramente, voltar o Outubro Rosa para as mulheres e o Novembro Azul para os homens, mas o ano todo é o ano da prevenção”, explicou Verônica Macêdo. Ela ainda avalia que Valença “tem grandes clínicas que podem dar suporte ao paciente e se tornou um polo na área médica”.

Dentre as ações desenvolvidas pela Pró-Saúde está a ampla divulgação na mídia e distribuição de panfletos pela cidade com o conteúdo que estimula a educação para prevenção do Câncer. Assim, busca desmistificar preconceitos em relação à mamografia que é recomendada para mulheres que têm entre 50 e 69 anos e estimular as mulheres a conhecer suas mamas para que possam detectar possíveis alterações.

Marinei Cardim da Clínica Pró-Cardio falou que a união das clínicas de Valença visa “incentivar as pessoas a fazer os exames, especialmente os homens que precisam procurar o urologista”.

Já para os homens, a recomendação é que façam exames regulares, mesmo que não apresentem sinais e a idade é um fator de risco importante para o câncer de próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer – INCA, inicialmente, “o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou a noite). Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

O Câncer de Mama é resultante da multiplicação de células anormais na mama e que formam um tumor, atingindo cerca de 60.000 mulheres por ano no Brasil e podendo levar à morte, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer – INCA. No entanto, é possível que as mulheres monitorem suas mamas, sempre suspeitando de caroço fixo, endurecido e indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou indolor; alterações no mamilo; pequenos nódulos nas axilas ou embaixo do pescoço e saída espontânea de líquidos das mamas.

A ginecologista, Dr. Adelaide de Assis Pita, destacou a importância das mulheres valencianas “realizarem não só a mamografia, mas o autoexame, a ultrassonografia e o diagnóstico precoce que salvará essas mulheres”. Ela também lembrou que o cuidado com a saúde das mulheres se dá o ano inteiro, não apenas no mês de Outubro e, também, convidou os homens para cuidarem de si não apenas no Novembro Azul.

Não existe ainda uma única causa para o aparecimento do Câncer de Mama que pode estar ligado aos hábitos alimentares, ao histórico reprodutivo e hormonal ou à fatores hereditários. O fato é que quanto mais as mulheres monitoram suas mamas, mais chances têm de escapar da morte, além disso, ao adquirir hábitos saudáveis – como, por exemplo: praticar atividade física, alimentação saudável, controle do peso, evitar consumo de bebidas e amamentar – a mulher também consegue diminuir as chances de desenvolver a doença.

“A Santa Casa não poderia ficar de fora desse Movimento que é uma campanha nacional e a gente precisa contribuir com palestras e no que for preciso o ano inteiro, pois esses dois meses são apenas para chamar a atenção das pessoas para a importância da prevenção. Parabenizo Dr. Ronald Fonseca por estar à frente desse movimento unificado em prol da saúde e vamos continuar”, declarou Marcelo Cabral, Provedor da Santa Casa de Valença.

Fotos: Jornal Valença Agora

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.