Na manhã desta sexta-feira (1°) a Polícia Federal realiza uma nova fase da Operação Lava Jato em ao menos três Estados (São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco), e no Distrito Federal.

porque_assinar_siteO doleiro Lúcio Bolonha Funaro. De acordo com investigadores da Operação Lava Jato, ele é ligado a Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Presidente afastado da Câmara dos Deputados.

A Operação de hoje, comandada pela PGR (Procuradoria Geral da República), foi batizada de Sepsis. Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram autorizados pelo ministro Teori Zavascki, responsável pela Lava jato no STF (Supremo Tribunal Federal).

A ação é baseada nas delações de Fábio Cleto, ex vice-presidente da Caixa, indicado por Eduardo Cunha, e de Nelson Mello, ex-diretor de Relações Institucionais do Grupo Hypermarcas.

Nos depoimentos prestados à Procuradoria Geral da República, Cleto contou que Cunha cobrava comissões de 0,3%, 0,5% ou até mais de 1% dos repasses feitos pelo fundo. Uma das propinas relatadas, refere-se à captação de recursos feita em 2012 pela Eldorado Brasil.

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.