No mês de combate ao câncer de mama, os estudantes do curso técnico em Enfermagem do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Saúde do Leste Baiano, localizado em Valença (a 272 km de Salvador), estão participando de  visitas técnicas à unidade móvel do Rastreamento do Câncer de Mama, que está no município. A atividade integra o Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama, um programa do Governo do Estado, coordenado pela Secretaria da Saúde do Estado () para a realização da mamografia – exame que detecta precocemente o câncer de mama.

A iniciativa possibilita que os estudantes vivenciem situações características do futuro exercício profissional e também possam ampliar a compreensão sobre o papel social do técnico em Enfermagem. Juntamente com outros colegas, a estuSESABdante Ivaneide dos Santos 34, 3º semestre, está participando da atividade no serviço móvel, que acontece até esta quinta-feira (19), na Praça da República, no centro da cidade e deverá atender três mil mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos para a realização da mamografia.

Para Ivaneide dos Santos observar o atendimento às mulheres é um novo aprendizado. “É muito gratificante testemunhar uma ação de prevenção para conscientizar as mulheres sobre o câncer de mama. Nunca tinha acompanhado a realização de uma mamografia. Aprendi a analisar o exame, observar as imagens, mas não cheguei a ver nenhuma alterada, o que me deu um alívio”, conta.

16.10_Aula técnica mamografia_CEEP em Saúde do Leste Baiano 2

A professora da disciplina Pesquisa e Orientação, Yasmine Chauhud, fala sobre a importância deste tipo de intervenção social para os estudantes. “Está sendo uma experiência produtiva porque eles estão vendo de perto a parte da prevenção, como é realizado o exame de mamografia e, depois, avaliam os resultados. No caso de resultados inconclusivos, os pacientes passam por exames complementares, visando a integridade do atendimento. Para as mulheres com diagnósticos positivos, elas são orientadas para o tratamento, que pode ser cirúrgico, radioterapêutico e/ou quimioterápico, que é realizado em unidades de alta complexidade de oncologia de referência. É importante que os nossos alunos percebam como se dão todas as etapas”.

 

Ascom/Valença-BA

Fotos: Divulgação

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.