Que tal começar a semana com uma brincadeira de fazer barulho? Um estudo conduzido pelo departamento de psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em 2013 encontrou evidências de que o ensino de música tem efeito positivo no desempenho acadêmico de crianças e adolescentes, além de melhorar suas habilidades de leitura. A pesquisa é a primeira no mundo a mensurar esse impacto.

E, que tal se as próprias crianças fizerem seus próprios instrumentos musicais? É uma ótima oportunidade de se aproximar mais da música, aprender a reutilizar materiais e passar um tempo em família.

01

02

Um xilofone à base de água

Para fazer este xilofone você vai usar copos idênticos. Podem ser de vidro, se as crianças forem maiores. No vidro, o som das notas musicais fica mais claro. Mas se seus filhos forem pequenos, melhor optar por copos de acrílico ou plástico duro. Só não dá para usar copos de papel ou descartáveis.

Além disso, você precisará de água, corante de alimentos e um bastão para fazer uma baqueta.

“Tom” sobre tom

Para montar o xilofone, basta colocar água nos copos. Quanto mais cheio, mais agudo será o som.
Se você quiser ser bem preciso e criar as notas musicais, há uma medida que você pode seguir: 1 inteiro corresponde à nota Fá (lembra? Dó, Ré, Mi. Fá, Sol, Lá, Si) é bem o meio da escala musical

7/4 é o primeiro copo (nota Dó)
3/2 o segundo copo (nota Ré)
5/4 o terceiro copo (nota Mi)

Então vem o quarto copo, com 1 inteiro (nota Fá)

3/4 é o quinto copo (nota Sol)
1/2 é o sexto copo (nota Lá)
1/4 é o sétimo copo (nota Si)

Ou seja, você começa pelo copo Fá e define o que seria o inteiro para você, depois você vai usando frações desta medida para encher os demais. Mas se você não quiser complicar muito, é só encher cada um um pouco e colocar na ordem do mais cheio para o mais vazio. Depois, adicione o corante.

Depois, basta tocar!

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.