Além de Gilson Antunes, outros colunistas do Jornal Valença Agora como Amália Grimaldi, Carlos Magno de Melo, Moacir Saraiva, Francisco Neto e Mustafá Rosemberg integram o quadro de acadêmicos da AVELA.

O professor e escritor Gilson Antunes, colunista do Jornal Valença Agora desde novembro de 2016, tomou posse na Academia Valenciana de Educação, Letras e Artes – AVELA, no último sábado (19). O agora imortal foi indicado pelo escritor Araken Vaz Galvão e tem como patrono o escritor valenciano Fábio Luz. Acadêmicos, amigos e convidados participaram da solenidade de posse que aconteceu na sede da Fundação Cultural Euzedir e Araken Vaz Galvão – Funcea.

IMG_2324

Gilson Antunes. Foto: Jornal Valença Agora

Gilson Antunes é natural de São Felipe-BA. Possui graduação em Filosofia (Bacharelado) pela Universidade Católica do Salvador (2004) e em Letras Vernáculas (Licenciatura) pela Universidade do Estado da Bahia (2009). É especialista em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (2007) pela Faculdade Católica de Ciências Econômicas da Bahia. Mestre em Letras e doutor em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Bahia. Coordena o Grupo de Pesquisa Literaturas, Culturas e Ambientes (GLICAM) no Instituto Federal Baiano (Valença) e atua na linha de pesquisa Literatura e Cultura do Baixo Sul da Bahia, investigando as produções literárias dos autores das cidades que integram essa região. É professor do IF Baiano. Gilson assina a coluna semanal Horizontes da Crítica no Jornal Valença Agora.

IMG_2358

Vidalto Oiticica entrevista Gilson. Foto:Jornal Valença Agora

 

O diretor do semanário Vidalto Oiticica, que também é membro honorário da AVELA, participou da solenidade de posse, e destacou a atuação de Gilson como colunista do Jornal Valença Agora: “Gilson muito tem contribuído com a cultura e a intelectualidade do Baixo Sul através do nosso jornal Valença Agora, o que muito nos envaidece por ter um colunista do seu quilate. Outro dia cruzei com um assinante e ele feliz porque você trouxe às luzes uma história que estava esquecida e tem feito isso ao longo desse tempo com tantas outras histórias importantes que relembra uma cidade e uma região pujante que nós já tivemos e que estamos reconstruindo com a contribuição do jornal Valença Agora e pessoas como você, por isso nós nos sentimos felizes por estar aqui nesse momento registrando e depois publicitando esse acontecimento extremamente positivo pra toda região, pela importância que você representa não só no nosso jornal, mas no Baixo Sul”.

Gilson Antunes reconheceu a importância do jornal na divulgação de seu trabalho. “Eu gostaria de salientar a importância que o jornal me proporcionou em particular, enquanto visibilidade para a região. À medida que eu escrevo as pessoas me conhecem e isso dá visibilidade para o crítico, e, automaticamente interfere na forma da AVELA lhe observar, avaliar e lhe contemplar”, afirmou Gilson em entrevista ao Jornal Valença Agora.

“Mais do que valorizado, mais do que feliz!”, disse Gilson sobre seu sentimento de se tornar membro da AVELA. “Todo o esforço, o empenho que a gente faz pra pesquisar, escrever textos com fundamentação, todo esse cuidado que a gente tem está sendo valorizado e isso só nos engrandece e nos impulsiona a continuar estudando e pesquisando para poder oferecer para o leitor informações de qualidade, verídicas e com fundamentação”, concluiu.

IMG_2306

Moacir Saraiva, presidente da AVELA. Foto: Jornal Valença Agora

Durante a cerimônia, o presidente da AVELA, professor e escritor Moacir Saraiva, destacou os objetivos da instituição. “A Academia tem por objetivo cultivar e promover a Língua, a Literatura, a Dança, o Artesanato, a Cultura, toda a produção artística da nossa comunidade”, pontuou ao convidar Gilson Antunes para a posse.

Após o ato de posse, como apresentação de sua obra, Gilson Antunes leu o fragmento “Fábio Luz, grande nome da literatura valenciana no começo do século XX”, publicado em abril de 2017, na edição nº 623 do Jornal Valença Agora. Gilson agradeceu ao escritor Araken Vaz Galvão pela indicação e aos demais confrades pela receptividade. “Agradeço ao Sr. Araken Vaz Galvão pela generosidade ao indicar meu nome para integrar essa Academia, e aos demais membros que apostaram nessa indicação. Aos amigos presentes que vieram celebrar essa conquista, ao Jornal Valença Agora pela confiança no meu trabalho e por abrir uma coluna para que eu pudesse falar sobre literatura e cultura do Baixo Sul, agradecimento especial a minha amiga Jusci por todo suporte que tem me dado”.

IMG_2325

Harley Mendonça, diretor do IF Baiano. Foto:Jornal Valença Agora

O diretor do IF Baiano, campus Valença, Harley Mendonça prestigiou a solenidade e exaltou a personalidade de Gilson Antunes. “Trouxe na sua bagagem uma educação familiar, o que reflete hoje a pessoa que é. Suas ações é o que referenda você estar aqui hoje, a beleza do que você faz. Você representa o IF Baiano, representa a cidade de Valença, Valença anseia pelo seu trabalho, pelo trabalho da AVELA e nós nos sentimos totalmente representados”, ressaltou o diretor.

IMG_2338

Prof. Francisco Neto. Foto: Jornal Valença Agora

Para o confrade, Diretor do Ieste Educacional, e também colunista do Jornal Valença Agora, Prof. Francisco Neto a posse de Gilson na Academia é uma grande conquista. “Gilson Antunes representa o povo, ele é professor de sala de aula e colunista, o jornal Valença Agora acertou em cheio quando convidou Gilson pra ser colunista, pois ele retrata a vida literária de literatura, ele faz isso brilhantemente no jornal e a sua vinda pra AVELA vai aproximar o povo, o alunado, os jovens da Academia, estão de parabéns o Professor Gilson Antunes, o jornal Valença Agora e a AVELA”, justificou.

IMG_2303

Mustafá Rosemberg. Foto:Jornal Valença Agora.

O médico, poeta e acadêmico Mustafá Rosemberg que assina semanalmente a coluna “Expressão Poética” do Jornal Valença Agora, também destacou a chegada de Gilson na AVELA. “É de uma grande importância pelo valor pessoal dele, e é para nós uma satisfação muito grande que as nossas fileiras estejam aumentando, são dez anos de luta na AVELA, lutando para o engrandecimento do programa literário de Valença, é uma satisfação”, frisou.

CALHAU- Informação na palma da mão-okNa opinião do acadêmico, escritor e poeta Givaldo Couto, “num município como Valença, com cerca de cem mil habitantes, a cultura erudita tem que estar presente na sociedade”, afirma, acrescentando que “sem a cultura erudita paralelamente com a cultura popular, a sociedade não tem história, nós fazemos nossa história, o homem tem que estar sempre produzindo arte através da pintura, da poesia, do conto, do romance, nós temos que estar sempre fazendo essa história”.

O acadêmico, médico e escritor Alfredo Gonçalves também destacou a participação de Gilson Antunes na AVELA. “Gilson está trazendo às luzes os antigos escritores, poetas de Valença e da região, o que é muito importante, e isso era um anseio muito grande de todos nós, e Gilson se antecipou e nos veio premiar com esse trabalho. Não basta apenas olhar o presente, precisa olhar o passado, e Valença tem um passado muito rico e isso é trazido à tona pela obra de Gilson, o que vai enriquecer bastante tanto a cultura, quanto as nossas reuniões acadêmicas. Uma escolha mais do que merecida”, observou. Dr. Alfredo também pontuou o trabalho do Jornal Valença Agora para a Cultura e Literatura da região. “O Jornal Valença Agora é um jornal que há muito vem fomentando, enriquecendo, valorizando e compartilhando a cultura valenciana, ele não somente informa como traz à comunidade mais jovem, aos estudantes de Valença, toda a gama de poetas, de escritores, de historiadores. Ele reflete o pensamento da Academia e transmite a toda região o que de bom e de rico tem nas suas Letras e na sua Cultura”, afirmou.

IMG_2365

Gilson Antunes e Dislene Cardoso. Foto: Jornal Valença Agora.

 

 

 

Ainda durante o encontro, as professoras Dislene Cardoso e Juscimare Souza e o professor Gilson Antunes apresentaram os trabalhos realizados sobre as obras dos escritores Moacir Saraiva e Araken Vaz Galvão, ambos apresentados no XII Colóquio de Literatura Baiana, realizado pela Academia de Letras da Bahia, em julho deste ano.

A AVELA é formada pelos seguintes acadêmicos: Albete Freitas, Alfredo Gonçalves de Lima Neto, Amália Grimaldi, Ângela de Mérice Araken Vaz Galvão, Carlos Magno de Melo, Dário Loureiro, Edgard Otacílio (in memoriam), Francisco Neto, Givaldo Couto, Invamar Batista, José Ricardo da Hora Vidal, Luiz Cláudio da Silva Santos, Macária dos Santos Andrade (in memoriam), Maria do Perpétuo Socorro, Maria Raimunda Silva, Moacir Saraiva, Mustafá Rosemberg, Pedro Geraldo Nascimento, Otávio Mota, Rosângela Góes e Vivaldo Ferreira. Possui como membro honorário, Vidalto Oiticica, diretor do jornal Valença Agora.

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.