Cerca de 200 atletas e diversas categorias participam da prova, que terá duração média de 10h, após a largada. A Bahia de Todos os Santos e o litoral do Baixo Sul ficará ainda mais bonitos com a competição.

Atletas vindos de todo o Brasil vão percorrer a remo os 60 km náuticos que separam a capital baiana de um dos principais destinos do turismo do estado, Morro de São Paulo.  Trata-se da Travessia de Canoa Havaiana que acontece no dia 14 de janeiro (sábado), às 7h, saindo do Porto da Barra com destino a Primeira Praia, de Morro de São Paulo. As inscrições já estão esgotadas.

A Canoa Havaiana ou Canoa Polinésia, são nomes nacionalizados para denominar esta categoria de  esporte náutico, que surgiu na região do triângulo polinésio e originalmente era conhecida como Va’a ou Wa’a. A iniciativa de trazer o evento para a Bahia foi do Yacht Clube da Bahia, que pretende transformá-lo em um dos principais da categoria no  Brasil.  

A competição é o início de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Cairu e o Yacht Clube da Bahia. O prefeito Fernando Brito pretende acrescentar competições náuticas no calendário de eventos do município, incentivando a prática dos esportes náuticos no Arquipélago de Tinharé.

A Prefeitura estará aposta com a Operação Verão, que deu início no dia 22 de dezembro. Além de atrair o evento para a ilha, o órgão se prepara para atender às demandas dos atletas, com serviço de saúde, guarda-vidas e todo aparato exigido por uma prova desta magnitude.

Uma das atrações da prova será a equipe da SAMU, principal referência no país de canoa OC6 e Cauê Serra, pentacampeão brasileiro de V1/Canoa individual. A largada será no Yacht, às 7h com chegada de 13h às 17h, na primeira praia de Morro de São Paulo. A premiação será às 20h, do próprio dia 14, na praça principal de Morro. No total serão 30 canoas participantes 91 ou 6 lugares).

A expectativa para essa primeira travessia, em Morro de São Paulo é de aproximadamente 600 pessoas, entre familiares, esportistas, técnicos, imprensa especializada e amantes dos esportes náuticos, atraindo mais turistas para conhecer a região. Todo percurso será acompanhado pela Marinha do Brasil que estará com um navio patrulha e mais três lanchas. Além disso, a organização contará com sete barcos de apoio e sistema de rastreamento online de todas as canoas, via satélite.

Ascom

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.