Os hackers afirmam que nenhuma informação da fundação foi roubada e que o objetivo da ação é somente publicar seu “manifesto”

O site da Fundação Nacional do Índio (Funai) foi invadido por um grupo de hackers que se autodenomina “AnonPlus”. Ao menos na tarde deste domingo (25), todas as páginas do portal da autarquia ligada ao Ministério da Justiça estavam fora do ar.

Os hackers afirmam que nenhuma informação da fundação foi roubada e que o objetivo da ação é somente publicar seu “manifesto” para aqueles que querem defender “a sua liberdade de informação”.

Em texto em inglês, os invasores dizem que “o AnonPlus difunde ideias sem censura” e criticam a mídia. “Fazemos isso para restaurar a dignidade à função da mídia: a mídia deve ser livre, sem censura e deve limitar-se a ‘mostrar o que está acontecendo’ e não ‘dizer-nos o que é errado e o que é certo'”.

A reportagem não conseguiu contato com a Funai. Na semana passada, a fundação divulgou uma nota para criticar publicações de fotos de índios isolados da Amazônia feitas pela revista americana “National Geographic”. Segundo a Funai, a divulgação demonstrou “desrespeito aos povos indígenas isolados ao expor publicamente indígenas que se mantém em isolamento por decisões próprias”.

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.