mustafa-rosemberg

Acelerado o tempo vai passando,

Colorindo trajetos singulares,

Onde ainda existe tudo dissipando,

Peripécias, temores mais azares.

 

Pobreza agonizante procurando

Na correnteza escura sem lugares

Hálito de vida inda suportando,

Peso do barro com fé em altares.

 

Tragédia repetida, glórias a Deus

Lágrimas com a ajuda na argamassa

Outra vida se encontra sem adeus.

 

Vida se acaba, lástima é tamanha,

Por cama barro frio, vermelha massa,

A terra está fria não vejo a montanha.

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.