Em 2004, catadores organizados em associações e cooperativas preocupados com a exploração de sua força de trabalho pelos atravessadores e também preocupados com o número de crianças envolvidas na catação de resíduos sólidos, resolveram juntamente com a Delegacia Regional de trabalho, iniciar uma ampla campanha no carnaval de Salvador , cujo objetivo era a valorização do trabalho dos catadores e a erradicação do trabalho infantil.

A campanha desenvolvida pelo Complexo Cooperativo de Reciclagem da Bahia no período de 12 anos sempre manteve seus objetivos, porém recebeu nomes diferentes. Desde 2012, o nome é ‘Eco Folia Solidária.’

A campanha tem melhorado as condições de trabalho dos catadores avulsos e cooperativos, estabelecido relação de comércio solidário e tem contribuído para reduzir os impactos ambientais causados pelo descarte inadequado dos resíduos sólidos gerados durante o carnaval e com o combate ao trabalho infantil durante o período do Carnaval.

De 2004 a 2015 já foram atendidos e beneficiados cerca de 17.921 catadores e catadoras de materiais recicláveis . Eles recebem fardamento , equipamentos de proteção individual (Bota , luva , proteção auricular ), água e 3 refeições diárias.

Eco Folia Solidária-011

Um aspecto importante a ser destacado, é que tanto o fardamento como a alimentação são produzidos por empreendimento da economia solidaria ligados a redes de costura e de alimentação. A campanha contribui para o fortalecimento da sustentabilidade econômica e articulação política desses empreendimentos gerando trabalho e renda nas comunidades em que se encontram inseridos.

A parceria entre os diferentes atores sociais envolvidos na campanha Eco folia solidaria: O trabalho Decente Preserva o Meio ambiente se constitui em uma experiência inovadora com perspectivas de criar tecnologias sociais e de fato auxiliar na interpretação de politicas públicas de resíduos sólidos no Estado da Bahia , fundamentadas no planejamento e na participação coletiva , contribuindo para a preservação do meio ambiente e geração de renda para os catadores de materiais recicláveis.

Histórico do CCRB, o complexo de Reciclagem da Bahia , uma rede composta por onze empreendimentos econômicos solidários de catadores de materiais recicláveis.

O conjunto de ações desenvolvidas, pela sua importância politica e ambiental, tomou vulto, ocupando espaço na agenda dos poderes públicos na discussão sobre a inclusão socioeconômica dos catadores de materiais recicláveis no estado da Bahia. O principal objetivo do complexo cooperativo de Reciclagem da Bahia- CCRB é ampliar a sustentabilidade dos empreendimentos econômicos solidários  de catadores de materiais recicláveis com vistas a possibilitar melhoria das condições de trabalho e acesso aos direitos fundamentais pelos seus participante, combate ao trabalho infantil, protagonismo dos atores envolvidos e aumento da produção dos respectivos empreendimentos.

Eco Folia Solidária-009

Por que o projeto?

Fomentar a Economia Solidaria Minimizar a situação de exploração e risco a que estão submetidos aos catadores , eliminando a ação dos atravessadores.
Gerar trabalho e renda para os catadores de materiais recicláveis Reduzir o impacto ambiental a coleta dos resíduos descartados indevidamente durante o carnaval de Salvador

 

                                                              Avanços:             

O avanço da campanha ao longo dos seus 12 anos de existência, pode se perceber a ampliação no volume de resíduos coletados durante os sete dias de Carnaval, a evolução no número de catadores atendidos no período, a distribuição dos mesmos por origem e os impactos nas redes que participam da campanha.

ANO Numero de catadores atendidos Volume de resíduos sólidos coletados
2004 300 7.100
2005 500 15.550
2006 500 34.933
2007 800 35.000
2008 1200 27.800
2009 2200 23.349
2010 2500 40.741
2011 2675 63.124
2012 2748 71.039
2013 2594 74.439
2014 1104 73.356
2015 800 65.176

 

Balanço da Campanha Eco Folia Solidaria

17.921 catadores atendidos de 2004 a 2015 Mais de 531 toneladas de resíduos sólidos coletados durante o carnaval de 2004 a 2015
Geração de trabalho e renda para 380 famílias dos empreendimentos de costura e economia solidaria Geração de trabalho e renda para 747 famílias dos empreendimentos de alimentação da economia solidaria

A campanha já é vitoriosa pela força dos atores que idealizaram, colocaram em pratica e tem aperfeiçoado e ampliada a capacidade de mobilização de parceiros nos diversos segmentos da sociedade baiana , Poder Publico, empresários, universidades, organizações sociais, fóruns e as redes de trabalho decente para os catadores cooperativados e avulsos , a campanha busca inclui-los em programas sociais dos governos, tendo em vista garantia de direitos

Fotos – André Frutuôso

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.