Na manhã desta quarta-feira, 24, integrantes da Frente Popular Pró-Lula, vestidos de vermelho, realizaram um ato de apoio ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, no centro de Valença. Os manifestantes concentraram-se na Praça Admar Braga Guimarães, ao lado da Câmara de Vereadores do município, e logo seguiram para a Praça da Independência, onde discursaram a favor de Lula. Movimentos sindicais e agrários, filiados do Partido dos Trabalhadores e populares participaram do ato.

 

Com o mote “Eleição sem Lula é fraude!”, os manifestantes disseminam que a condenação de Lula, tem claros fins políticos de impedi-lo de disputar a corrida eleitoral para a presidência do país em 2018. “Querem acabar com um projeto de vida que mudou a vida de milhares de baianos e de brasileiros”, disse o pestista Adriano Pereira. Pedidos de Fora Temer, e o refrão “Vai dar PT”, da música de Léo Santana eram soados constantemente.

Ato pro lula 04

A quarta-feira está sendo marcada por atos em todo o país, em demonstração de apoio ao ex-presidente que está sendo julgado hoje no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre. Lula foi condenado em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro, a nove anos e meio de prisão por ter recebido um apartamento tríplex no Guarujá (SP) da empreiteira OAS como propina em troca de contratos fraudulentos com a Petrobras. Lula nega a prática de crimes.

Ato pro Lula 01

A previsão é que o julgamento, que começou às 8h30, se estenda até a tarde desta quarta-feira. Pode haver, no entanto, pedido de vista de algum dos desembargadores, o que exigirá que seja marcada uma nova data para a conclusão do julgamento.

Se o ex-presidente for condenado, corre o risco de ser barrado da disputa presidencial pela Lei da Ficha Limpa. Mas ainda terá direito a recursos contra essa eventual decisão.

Primeiro a votar, o relator do caso, desembargador João Pedro Gebran Neto, confirmou a condenação do petista por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele ampliou a pena para 12 anos e 1 mês de prisão, afirmando que o ex-presidente foi um dos “principais articuladores, senão o principal”, do esquema de corrupção na Petrobras. O desembargador Leandro Paulsen acompanhou o relator. Paulsen afirma que, assim como Gebran Neto, manterá a condenação a Lula por um crime de corrupção passiva e um de lavagem de dinheiro. Depois dele, será a vez do colega, o desembargador Victor Luiz dos Santos Laus.  Com dois votos pela condenação, já é possível dizer que Lula foi condenado. Ainda que o próximo voto seja pela absolvição, já há maioria para a condenação em segunda instância.

A quadra do tribunal está isolada por barreiras de segurança para impedir a entrada de manifestantes.

Ato pro lula 03

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.