Grande prêmio da música internacional será entregue em Los Angeles. Taylor Swift é outra favorita, e Gilberto Gil está entre os indicados.

Gilberto Gil é indicado ao Grammy por Melhor álbum de World Music

Gilberto Gil é indicado ao Grammy por Melhor álbum de World Music. Foto: Divulgação

Em meio à tormenta que sacode o Oscar pela ausência de minorias, o Grammy terá, como grande favorito na noite desta segunda-feira, o rapper Kendrick Lamar, uma das personalidades mais relevantes da música em sua denúncia ao racismo da sociedade norte-americana. Lamar, de 28 anos, irá à grande festa da indústria musical com 11 indicações por To Pimp a Butterfly, entre elas álbum e canção do ano.

A 58ª edição do Grammy Awards, principal prêmio da indústria fonográfica, será realizada no Staple Center, em Los Angeles. A festa será exibida no Brasil pelo canal TNT, a partir das 23h desta segunda. A abertura da cerimônia será com a cantora pop Taylor Swift. A noite terá ainda apresentações de Alabama Shakes, Ed Sheeran, Justin Bieber, The Weeknd e do próprio Kendrick Lamar.

Depois de ser aclamada no Super Bowl por sua interpretação do hino dos Estados Unidos, Lady Gaga comanda no Grammy um aguardado tributo ao cantor David Bowie, morto em janeiro. A apresentação será dirigida por Nile Rodgers, guitarrista que trabalhou com Bowie no disco Let¿s Dance e voltou à cena com o lançamento de Random Access Memories (2013), do Daft Punk. Lemmy Kilmister, líder do Motorhead, será lembrado pela banda Hollywood Vampires, grupo que conta com Alice Cooper, Johnny Depp, Joe Perry (Aerosmith) e Duff McKagan (ex-Guns N’ Roses). O evento homenageará também B.B. King e Glenn Frey (Eagles).

Taylor Swift, com o elogiado disco 1989, concorre às categorias de melhor álbum do ano e melhor álbum pop do ano. Seu single Blank Space ganhou três indicações. Na disputa pelo prêmio de álbum do ano, aparece também The Weeknd, alcunha adotada pelo produtor canadense Abel Makkonen Tesfaye, que ganhou destaque com seu disco Beauty Behind the Madness.

A diferença entre os concorrentes não se limita à sonoridade, considerando-se que são artistas de posicionamentos bastante distintos no que diz respeito às temáticas: o pop reflexivo e nostálgico de Taylor Swift, o R&B sofisticado e onírico de The Weeknd e o rap aguerrido e engajado de Kendrick Lamar, que desde o lançamento do disco posicionou-se diversas vezes contra o tratamento que a juventude negra dos Estados Unidos tem recebido das autoridades policiais.

 

Outros destaques do evento são Ed Sheeran, com o single Thinking Out Loud, Alabama Shakes, com o disco Sound & Color, e a parceria de Bruno Mars com o produtor Mark Ronson, com o hit Uptown Funk.

Entre os brasileiros que podem trazer prêmios no Grammy 2016, estão Gilberto Gil, que concorre na categoria melhor disco de world music pela versão ao vivo de Gilbertos Samba, e Eliane Diaz, que pode levar o prêmio de melhor disco latino de jazz.

PRINCIPAIS INDICADOS
Álbum do ano
Sound & Color, do Alabama Shakes

To Pimp a Butterfly, de Kendrick Lamar

Traveller, de Chris Stapleton

1989, de Taylor Swift

Beauty Behind the Madness, de The Weeknd

 

Canção do Ano


Alright, de Kendrick Lamar

Blank Space, de Tyler Swift

Girl Crush, de Little Big Town

See You Again, de Wiz Khalifa (com Charlie Puth)

Thinking Out Loud, de Ed Sheeran

 

Gravação do ano


Blank Space, de Taylor Swift

Really Love, de D’Angelo

Uptown Funk, de Mark Ronson & Bruno Mars

Thinking Out Loud, de Ed Sheeran

Can’t Fell My Face, de The Weeknd

 

Fonte: Zero Hora

Se gostou, compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.